sábado, 23 de maio de 2009

dentro da noite veloz

tudo passa tão depressa e o amanhã já é quase ontem
as mudanças são constantes, tudo muda o tempo todo
tudo muda, o velho e o novo
eu deixo os pontos de lado, pois o tempo não pára

que nem esse coração batendo atordoado

20 comentários:

Nina Fernandes disse...

tudo muda, o tempo todo!

Bonie disse...

Isso não precisava ser à noite :)

Dani Antunes disse...

É uma letra ou trecho de música a frase do título, né?

Bjinho

Paz... disse...

outra música de Adriana Calcanhoto...
mas Vambora que o tempo ta voando.

Anaa Bia ;) disse...

"O tempo não para, não para não, não para"
Já dizia o meu amado, Cazuza *-*

Acho que o grande problemas de todas essas mudanças, toda essa rapidez, é que a gente não muda tão rápido quanto o tempo ;s Mas é preciso !

O jeito que você escreve é tão lindo, eu simplesmente adoro ! Não somee !

Beeijos ;*

Sam disse...

É melhor que mude mesmo. Pior seria se continuasse a mesma coisa, não é?

Flá. disse...

Engraçado que hoje fiquei cantarolando dia todo 'nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia..tudo muda o tempo todo no muuuundo'

shane, um beijo! :*

disse...

É as coisas tem passado tão rápido, e eu sinto com se tivesse vivendo tão pouco.

Beeijos ;*

YullyAngel. disse...

Também ando atordoada....

x.x

Tudo muda....
As vezes vezes me irrita!

"Sofi@" disse...

Todos nós crescemos e conosco tudo muda, estamos em constantes mudanças.
Gostei do texto
Beijo

Lari Bernardi disse...

"Ainda tem o tu perfume pela casa, ainda tenho você na sala...
por que meu coração dispara quando tem o teu cheiro, dentro de um livro..."

Lembrei na hora que li o títuloo...

Estamos todos meditando sobre o tempo, né?

;*

bia de barros disse...

E as horas viram cinzas.

Laralaralara

^^

Felipe Lucchesi disse...

É tudo tão rápido e tão intenso,que o acúmulo de informações,vai nos deixando burros aos poucos.

Thiara Pagani disse...

Tempo e intensidade.

universitariodebutuca disse...

gostei do seu blog, shany :)

Ricardo Aiolfi disse...

'e se você achar que eu estou derrotado, saiba que ainda estão rolando os dados, porque o tempo não pára'

Larissa disse...

'porque meu coração dispara
quando tem o seu cheiro
dentro de um livro
dentro da noite velooooz'

:)

Marcel disse...

Angústia darshânica.

andre disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
andre disse...

As duas frases que aparecem na música da calcanhotto não são à toa. Ela diz "ainda sinto seu cheiro dentro de um livro. Na cinza das horas. Dentro da noite veloz" não é ela que está na cinza das horas nem na noite veloz. Tanto A Cinza das Horas quanto Dentro da Noite Veloz são dois livros belíssimos. O primeiro, Cinza das Horas, é o primeiro dos livros de poesia de Manuel Bandeira, que, pra mim, deve ter sido o maior poeta brasileiro de todos os tempos. O segundo, Dentro da Noite Veloz, é uma obra prima de José Ribamar Ferreira, que se apresenta como Ferreira Gullar e hoje, por conta de seu cabelo branco escorrido, é um velho que parece uma velha, como bem diz a comunidade do orkut. Pra mim, Ferreira Gullar também é o maior poeta brasileiro de todos os tempos, junto com mais alguns outros, além do Bandeira. Dentro da Noite Veloz foi lançado um ano antes do Poema Sujo, um poema incomumente grande, que ele fez no exílio e que chegou ao brasil em ditadura por meio de uma fitinha onde o próprio gullar declamava o poema inteiro (e que tem acho que mais de uma hora de duração). A fitinha foi bater nas mãos do Vinícius, outro maior poeta brasileiro de todos os tempos, que se encarregou de espalhar por aí. Hoje o livro é publicado em papel. Voltando ao Noite Veloz, há poemas tão pungentes nesse livro que ele é quase feito de carne. Que eu me lembre de cabeça, porque me deixou absolutamente fascinado e desnorteado, há o Poema Brasileiro. Poema Brasileiro é uma lição de como é possível fazer a mais dolorosa das poesias dizendo apenas uma frase, frase que se chama Verdade. Além de ser um soco no estômago, como todo bom poema de gullar.