quarta-feira, 27 de maio de 2009

Atropelamento.

Suave alma, macia
Hoje a borboleta em mim voou
O que posso entender disso?
Acho que o amor me chutou

Nas horas corridas
Noite faminta, nunca alimentada
A borboleta me atropelou, voraz
E até agora estou caída, mutilada

16 comentários:

andre disse...

Cacilda, acabei de escrever um comentário de duas páginas e você postou por cima! Agora faça o favor de voltar lá e ler, enquanto eu penso no que dizer sobre esse aqui.

andre disse...

Bom, na verdade, isso ficou foi muito bonito, darshany.

RodrigO [PortugA] disse...

Nossa, bem legal!
Adorei a parte da boroboleta, nem sempre ela volta pra enfeitar o jardim, na maioria das vezes ela volta num rasante terrivel!
Parabens!
bjãO

Thiara Pagani disse...

A tranformação das borboletas!
Adoro isso!
Borboletas mais coloridas vão aparecer Darsh!

Késia Moura disse...

Nas horas corridas
Noite faminta, nunca alimentada.
Tem sido difícil né menina!

=D

may disse...

'Suave alma, macia
Hoje a borboleta em mim voou'
adorei!

YullyAngel. disse...

Então se elvante e siga em frente! sempre!^^

bia de barros disse...

Aê, vc faz a coisa de poesia sobre as coisas muito bem, sua coisa mais fofa do mundo! ^^

bjs, sumida...

*persona: rei julien*

Lari Bernardi disse...

Pega essa brabuleta malvadaaaa!!

;*

Jéssica V. Amâncio disse...

agora é você quem tem que libertar suas asas.

"Sofi@" disse...

Quando nos sentimos frageis, qualquer coisinha, por mais pequena e fragil que seja nos consegue deitar abaixo, mas agora o que tens a fazer é levantar a cabeça e seguir em frente:]
Gostei do texto.
Beijo

Ricardo Aiolfi disse...

a borboleta acabou com sua vida.

Nayara .NY disse...

Não se nasce flor, onde não se planta... Não se espera muito quando se dá pouco! Mas ainda assim nos surpreendemos!

Bjos

Brunadovinil disse...

Fia...
Essa foi profunda. Foi tensa.

Mas bonita!

:***

disse...

Não consigo encontrar palavras para fazer com que isso seja menos dolorido.
De tão triste, ficou tão poético. Me encantei.

;**

Anônimo disse...

emo