terça-feira, 28 de abril de 2009

Pulsa.

O coração é uma coisa engraçada de se analisar. É algo que representa sentimentos bonitos e tudo o mais, mas na realidade ele é tão feio. É estranho. Tive essa impressão na primeira vez que estudei o corpo humano, e até hoje eu sinto meio que nojo desse órgão vital.

Quando meu pai infartou, eu senti medo. Eu via todos aqueles exames e raio x, e sentia mais nojo ainda. Mas dessa vez eu tinha medo, e respeito. Outra coisa engraçada: o medo da morte, muitas vezes, nos faz sentir respeito. No caso, eu senti pelo coração.

Coração, que é tão feio e molengo, mas faz você viver. Viver! E sentir. E... amar? Sei lá. Eu sei que passei muito tempo desprezando-o, ignorando-o. Mas agora, algo estranho está acontecendo. Ele bate com tanta vontade que às vezes penso que vai sair de dentro de mim. Penso até que as pessoas percebem quando ele bate desse jeito.

Eu sinceramente espero que isso não aconteça com meu pai, acho que ele não ia aguentar.

25 comentários:

Anaa Bia ;) disse...

Meu coração deveria estar magrinho agora, de tanto que ele bate desesperadamente ! Assim, que nem o seu ;)

Bem, eu só acho uma coisa: o ritmo cardíaco não mente. Se seu coração está acelerado assim, tem um porque !

Ah, que texto liindo *-*
Beeijo darsh :*

Marcel disse...

Eu já te disse que achei esse texto muito digno, né?

may disse...

É o coração nos faz viver, tanto pelos dos sentidos: o ligado ao sentimento e o outro ligado a vida mesmo :)

Simple Me disse...

Sabe... Você provavelmente já teve a oportunidade de ver alguma cena de transplante de coração, certo? Talvez por tê-lo estudado... É emocionante. Quem sabe assim você não perde o nojo? Apenas uma dica... Ainal, ele é o centro de tudo. Tudo mesmo!
Beijos!

Melqyahd disse...

Lindo, Darsh.
Estás apaixonada?


Tenhas um belo dia!
Bj.O


Melqyahd.

andre disse...

Olha, eu já falei que as suas observações cotidianas são sempre delicadas, invulgares, e que eu gosto muito de ler todas elas. Mas dessa vez, não me xingue, enquanto eu lia eu achei a coisa mais engraçada o seguinte: imagina, uma menina com meio fanha, de vestido e da voz melosa, segurando o peito com as duas mãos em concha, riscando o chão a esmo com a ponta de um dos pés, e falando: Coração, coração, que é tão feio e molengo, mas que me faz viver!

Eu juro que to rindo de pensar.

=DD

andre disse...

Ah, e eu também não acho o coração uma coisa lá muito galante não. Uma vez eu tava indo fazer a janta, e minha mãe (que é enfermeira) chegou em casa quase chorando de emoção e contou "nossa, hoje numa cirurgia eu segurei um coração batendo! Ai! É a coisa mais linda!"
Eu falei que ela precisava urgente de ajuda, e decidi que eu devia comer era uma omelete.

Bruna disse...

eu tenho a mesma opinião que voce sobre o coração ^^
minha mãe é cardíaca, o que me faz ter medo também
muitas vezes pensei que o meu fosse sair pela boca, acho que se fosse minha mãe, não aguentaria.

vanessa lopes disse...

seu pai está melhor??
que bom q seu coração tem batido assim, descompassadamente...
um beijo!

Aline Dias disse...

isso podia chamar rubembragâqncia.

e isso é o melhor elogio que eu podia fazer.

Késia Moura disse...

O coração é culpado por tudo, por me manter viva e por fazer eu sentir umas coisas tãoe estranhas que fico muitas vezes sem entender.
Ele simplismente não me respeita, não respeita meu comando.

Estou amargurada demais pra falar sobre descompasso do coração.

Beijos, lindo texto =D

Pri disse...

Engraçado que eu tenho o mesmo sentimento de repulsa quando penso na fisiologia do órgão coração, seria tão mais lindo se ele fosse do jeito que a gente desenha neh?

rsrsrssrs


Sonhe Pri...

;*

Dahare :* disse...

Tem meme pra você no meu blog. :D
Beijinhos!

Brunadovinil disse...

Pois é.
O coração quando está assim...
Parecendo descontrolado...
As coisas ficam muito estranhas.

Nos faz mudar tudo o que planejamos.


Coração é lasca mesmo.

katy disse...

não é o cérebro que faz essas coisas?!!! bjs

Bonie disse...

Darsh, não é o coração que faz a gente amar. Às vezes eu acho que é o cérebro mesmo, porque ele sabe que é melhor pra gente :)

O coração é feio e molengo. =P hahaha

Lari Bernardi disse...

Esses corações que vivem querendo fugir do peitoo..

;*

"Sofi@" disse...

POr vezes, quando damos de cara com problemas, nós damos o devido valor a coisas, coisas que no dia a dia de todos parece uma simples coisas, mas lá no fundo é muito importante:D
Gostei do texto.
Beijo, desculpa lá a invasão.

Thiara Pagani disse...

Darsh sempre me surpreendendo e escrevendo coisas melhores e melores.

~.Lígia disse...

Nada como um coração batente! ;D
Deixa ele bater bonitinho aí! Faça ele bater bastante mesmo! *conselhos meio sem nexo, mas dê um desconto, são de coração!* ;D

Coração é coração... apesar de ser molengo, como você disse, é responsável pela gente, né?!
Que o seu permaneça saltitante como o meu então!

Beijos, linda! Bom feriado! :)

Má. disse...

Meu coração resolveu voltar a bater forte, de repente ele denuncia a minha insegurança e a minha euforia.. e sim eu respeito o direito dele de agir assim!
E que o coração do seu pai respeite os próprios limites!

;**

Yaas disse...

aaah,pois é. eu também sinto um pouco de nojo pelo coração. Um~órgão tão feio, mais tão vital (não é a toa que mudaram o jeito de desenhar coração, já imaginou desenhar aquela massa meio oval ao lado de alguém em um declaração ou coisa do tipo? ._.)
mais mesmo sendo feio, ele consegue o respeito de todos, alias, nossas vidas estão entre suas batidas.

Fabi Celso disse...

o meu bate mtu forte, agora o dele eu não sei:S
=*

Acasos Irrisórios disse...

oi!
po, eu não tenho nojo do coração não!
=)
postagem nova no pedaço!
não tão boa quanto a sua!

beijo aí!

Jéssica V. Amâncio disse...

também espero que não.
mas comigo espero que sim, a muito que espero o pulsar acelerado.
:)