sexta-feira, 11 de julho de 2008

Metade.



Metade do ano já passou, e eu estou aqui nessas férias que nem parecem férias, refletindo sobre tudo que vivi. Meu cabelo oleoso pede para ser lavado, o vento frio que entra pela janela da sala congela meus pés, estou com vontade de abrir a geladeira e comer aquele pacote aberto de Passatempo recheado assistindo ao Programa do Jô. Mas tudo o que estou fazendo é ficar sentada aqui, escrevendo sobre um passado nem tão passado assim; que novidade!

Metade do ano já passou, e eu aprendi que tenho muito o que aprender ainda. Mas percebi que estou no caminho certo, e que em 1 ano de faculdade eu já posso ter certeza (sempre tive) de que estou fazendo o que amo realmente.

Porém, nesses seis meses aconteceram muito mais coisas do que a faculdade em si. Eu vi como é tentar dormir com medo do meu pai morrer a qualquer momento e como é perder um amigo. Mas fiz amigos também, e me afastei de outros. Porque descobri que esse mundo é muito mais maldoso do que aparenta, e quando me vi dentro dele, em meio a fofocas e intrigas, eu me toquei do que estava acontecendo. A consciência chegou a tempo e eu consegui me resgatar.

Bebi além da conta, tomei decisões erradas, confundi amores. Dormi menos de 4h por noite, em média, me atolei de tarefas e quase explodi. Mas eu amo essa vida, e quando me vejo com tempo disponível para fazer absolutamente nada, me sinto desconfortável. (louca)

A verdade é que esse semestre mais pareceu um ano inteirinho, e a única certeza que tenho é que o próximo vai ser igual.

If you love me, won't you let me know?

Só uma coisa precisa mudar.

11 comentários:

Shelha disse...

ah, mas assim que é bom, porque tu achas que eu pedi para o povo que passa no blog fazer uns pedido.

Eu não sei ficar parada, e´por isso que eu me meti em curso de férias...

aff...
mudar é bom!!! as vezes quer dizer.

DANIELE SANTINO disse...

Seis meses passaram e foi realmente loucura. Eu tambem tenho o mesmo sentimento de que foi como 6 meses e um ano fosse o mesmo.
Espero que o proximo seja melhor e mais louco do que o que passou. E desejo o mesmo a vc.
Muita muita sorte para o que esta por vir. E quando vc sentir que esta a beira da loucura deixe levar porque ser louca tambem e um direito que vc tem.
BEIJOS MIL

Talita disse...

E o pior é que a gente sabe que tudo vai acabar sempre igual,mas nem sempre podemos mudar,por mais que queiramos.

Tenho um presente pra você lá no meu blog :)

beijos!

LindaRê disse...

Nem pensa.
A vida louca só tente a piorar. Deixa vc chegar no último ano...

Beijos

Rafael Abreu: disse...

O mais engraçado é que a minha certeza é a de que o próximo semestre não vai ser nada igualzinho a este.

Aline Dias disse...

cada aeroporto é um nome num papel
um novo rosto atrás do meusmo véu

R Lima disse...

A conciência do todo nos contempla.. nos torna fortes.

Que bom ver vc inteira.

Bjs e,




Venha ler AMANHÃ, dia 12, um texto em comemoração a data.. lá no AveSSo.


Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Diego Martins disse...

..rs eu me acostumei tanto a ter tanta coisa pra fazer que também não gosto de ficar fazendo nada, a cabeça fica vazia e os sentidos tb.

bejO

Anônimo disse...

So if you love me why'd you let me go?

andre disse...

Você tem tempo livre porque tá dormindo pouco. Vai deitar no sofá que passa rapidinho. E, por falar nisso, come o passatempo antes que estrague.

Tô começando a criar coragem pra descobrir que diabos é esse cat power de que você tanto fala...

E, ligeiramente atrasado, mas achei fantástico o texto que a menina escreveu sobre você. Coisa engraçada. Combinou tão bem...

Thiara disse...

A intensidade transforma um semestre em um ano

Sei bem como é a agônia de ter tempo livre