domingo, 8 de junho de 2008

Maio (atrasado).

Músicas marcantes:
Sea of Love - Cat Power
A voz angustiante de Cat Power pode ser doce quando ela quer, e nessa música, parte da trilha sonora do filme Juno, ela está perfeita. Simplesmente tocou umas 35 vezes seguidas no meu player.

Cena de Juno na qual a música toca:


Cinema:

Quebrando a Banca (21, 2008)
Direção de Robert Luketi. Com Jim Sturgees (do lindo Across The Universe), Kevin Spacey (ganhador do Oscar de melhor ator por Beleza Americana), Kate Bosworth (de A Onda dos Sonhos e Superman - O retorno) e Laurence Fishburne (da trilogia Matrix).

Ben Campbell, vivido por Sturgees, é um garoto superdotado, mas que precisa arranjar dinheiro para pagar a faculdade. Seu professor de matemática, Micky Rosa (Spacey), repara no talento de Ben com os números e o convida para fazer parte de um grupo de jovens que, através de códigos e contando cartas, ganham dinheiro quebrando cassinos em Las Vegas. Inicialmente, Ben quer apenas a quantia necessária para pagar a faculdade mas, deslumbrado com o dinheiro fácil e o mundo de diversão, não consegue mais parar e acaba correndo risco de vida.
Quebrando a Banca é um filme excelente, principalmente para aqueles que gostam de uma reviravolta nas histórias e aquela surpresinha no final.


Homem de Ferro (Iron Man, 2008)
Dirigido por Jon Favreau. Com Robert Downey Jr. (dos recentes A Pele e Zodíaco), Terrence Howard (dos ótimos Crash - no limite e Quatro Irmãos) e Gwyneth Paltrow (ganhadora do Oscar de melhor atriz por Shakespeare Apaixonado).

Robert Downey Jr. foi a escolha perfeita para dar vida a Tony Stark, dono de uma indústria de armamentos, que ao ser seqüestrado por terroristas constrói uma máquina para fugir. Essa máquina, uma espécie de armadura-arma, é feita com alta tecnologia e Stark começa a usá-la para combater o crime.

O filme é muito bom, apesar de Gwyneth Paltrow estar meio apagada no papel da secretária fiel de Stark, Pepper. Downey Jr., mesmo não sendo o estereótipo dos super-heróis da Marvel, se saiu ótimo como Homem de Ferro, dando um tom de ironia ideal ao personagem. Destaque para a aparição relâmpago de Samuel L. Jackson, que dá a entender que haverá uma continuação.


O Melhor Amigo da Noiva (Made of Honor, 2008)
Direção de Paul Weiland. Com Patrick Dempsey (o Dr. McDream de Grey's Anatomy, atuou também no bonitinho Doce Lar) e Michelle Monaghan (dos fracos Missão Impossível 3 e Antes Só Do Que Mal Casado).

Dempsey interpreta Tom, um solteiro convicto cheio de regras quanto às mulheres que saem com ele. Hannah (Monaghan), sua melhor amiga há 10 anos, viaja para Escócia por 6 meses e, durante esse tempo, Tom descobre que é apaixonado por ela. Decidido a compensar o tempo perdido, espera ansioso por sua volta para se declarar, mas Hannah retorna noiva de um conde escocês e o chama para ser "madrinha" de seu casamento. Desesperado, Tom tenta o impossível para o casamento não acontecer.

Cópia bem-feita (e até melhor) de O Casamento do Meu Melhor Amigo, o filme não deixa a desejar na comédia e no romance. Destaque para a cena que Hannah faz sua despedida de solteira num pub da Escócia e para a trilha sonora que caiu como uma luva, de Love Song (Sara Bareilles) que abre o filme, à Stop Crying Your Heart Out (Oasis).


Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal (Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull, 2008)
Dirigido por Steven Spielberg. Com Harrison Ford (do ótimo Divisão de Homicídios), Shia LaBeouf (de Transformers e Paranóia), Cate Blanchett (de Elizabeth, Vida Bandida, Babel, trilogia O Senhor dos Anéis e ganhodora do Oscar de melhor atriz coadjuvante por O Aviador), e John Hurt (de Harry Potter e a Pedra Filosofal).

4ª aventura da série Indiana Jones, ambientada em 1957. Dessa vez, Henry Jones, juntamente à Mutt Williams (LaBeouf), sai em busca da Caveira de Cristal, também alvo da ambição da vilã soviética Irina Spalko (Cate Blanchett).
Não assisti aos três filmes anteriores, mas esse é até legal, tirando algumas partes do roteiro meio surreais.

DVD:
As filhas de Marvin (Marvin's room, 1996).
Dirigido por Jerry Zacks. Com Meryl Streep (de O Diabo Veste Prada), Diane Keaton, Leonardo DiCaprio (de Gangues de Nova York e Os Infiltrados) e Robert De Niro (de Os Intocáveis, 15 Minutos, ganhador do Oscar de melhor ator por Touro Indomável e melhor ator coadjuvante por O Poderoso Chefão II).

O filme gira em torno de um drama familiar vivido por Bessie (Keaton) que, ao detectar uma leucemia, precisa reencontrar a irmã Lee (Streep), que não vê há 17 anos.
Drama gostoso de assistir, principalmente pela boa atuação de Leonardo DiCaprio, que naquela época já se revelava um ótimo ator, e não só um rostinho bonito no cinema.


Match Point - Ponto Final (Match Point, 2005).
De Woody Allen. Com Jonathan Rhys-Meyers (de Feira das Vaidades e Alexandre), Scarlett Johansson (de Moça com Brinco de Pérola, Scoop - O Grande Furo e Encontros e Desencontros) e Emily Mortimer (de Querido Frankie e Paris, Eu Te Amo)

Chris Wilton (Jonathan Rhys-Meyers) é um ex-jogador e professor de tênis que, em Londres, conhece e se apaixona por Nola Rice (Scarlett Johansson), noiva de seu amigo Tom. A situação se complica quando ele casa com a irmã de Tom, Chloe (Emily Mortimer), e logo depois começa um caso com Nola.

Tudo que eu tenho para dizer sobre esse filme é: surpreendente e espetacular. Típico de Allen.

13 comentários:

Xu disse...

O filme Juno é muito bom. De verdade me surpreendi, ñ esperava que ela fosse dar o filho, ñ é o típico de filmes desse gênero.Deve ser por causa do filme ser do Diablo. Enfim, além dessa música da Cat tem outra que é mto boa tmb, da cena final "Anyone else but you".

Abreu disse...

Mas... Homem de ferro é horrível!

Talita disse...

Quero muito assisitr Juno *----*
O problema é ter que esperar meses pra chegar em uma locadora aqui,já que não tem cinema -.-'

;*

- Cah disse...

Uiiiiaaa não assisti quase nenhum! =]]

PACIENCIA É NECESSÁRIA FLOR!!!

Shelha disse...

eu nunca vi nenhum dos filmes com excessão do Match Point.
Adoro Woody Allen.

*ps: eu te amaldiçoo pela segunda vez. passa no blog e confere.

MH disse...

Cat Power é animal.
Ainda não vi esse filme, mas to louco para ver.
Alias, vi o show da Cat Power aqui em são paulo e foi lindo (amo a musica The Greatest).
Pra terminar...gostei muitão de IRON MAN.

: )

L.S. Reis disse...

Tenho trauma das Filhas de Marvin! Na época que assisti, muito tempo atrás, achei boçal! =P
É que eu e minha prima alugamos porque éramos fãs de Leonardo DiCaprio (simplesmente achávamos ele um rostinho bonito e sim, éramos TOSCAS demais, uhuhauHauhuha! Todos já fomos um dia) ^^

Abração, Shany!

mOnI disse...

a musica é msm linda! e O Melhor Amigo da Noiva é perfeito!
beijos!

LindaRê disse...

Indiana Jones surreal? E a parte que o muleque vira Tarzan, o rei da floresta?
Quero muito assisti Homem de Ferro, mas nem sei se consigo antes de sair de cartaz!

Beijos, flor.

Flá. disse...

Só sei que ri demais ontem vendo Indiana Jones! E gostei muito das sinopses e críticas :)

valeu pela boa leitura, shane! ;D

bjo!

Flá. disse...

e ah, viu "Um beijo roubado"? com jude law, norah jones, natalie portman e rachel weisz? a cat power faz uma pontinha..haha nem sabia como era o rosto dela!

bjo!

andre disse...

caara, não vi nenhum desses filmes, e se ouvi a música foi porque eu assisti juno. Queria muito ter visto o Indiana, e esse Match Point eu acho que lembro quando saiu no cinema, e que eu quase assisti, mas posso estar inventando.

O homem de ferro você também mandou eu ver, e eu não vi. Quanto tempo que não vou no cinema, meu deus.

Darshaaaany, que eu nunca mais te vi!

Diego Martins disse...

ahhhhhhh Indiana Jones, é clássico, mas comico!!! Mas é uma otima recomendação, afinal esperei pelo menos 20 anos pra ouvir a trilha dele de novo..hahahhahaha

IronMan! Ah, é simplesmente MARVEL! Bão demais! O restante vou ter que assistir pra dar pitaco..rs

=)