segunda-feira, 22 de abril de 2013

sumo e volto, uma constante

Acontece que as palavras mais bonitas provêm, muitas vezes da dor. E esta, por sua vez, não perdoa. Vem e vai como se a porta estivesse sempre aberta. Mas nunca esteve. Entrou sem bater, jogou a chave fora, e ficou assim, de tempos em tempos, fazendo uma visita.

Achei que soubesse o que era amor. Talvez por isso doesse tanto, e tantas vezes. Uma longa caminhada - iria dizer uma vida inteira, mas seria um clichê de tão exagerado - baseada em um achismo. Era tão real, não era? Todas aquelas vezes. Mas aí eu vi... nunca amei de verdade. Ocupar o coração e o pensamento não é necessariamente amor. É amor quando vem de volta, em dobro.

Como agora. E quando é amor de verdade, chega a ser inexplicável. Até o ar muda. Algumas palavras podem até tentar dizer, mas só sentindo para saber. E é isso que desejo a todas (os) vocês.

Volto.

6 comentários:

Pri disse...

Que lindo!

Concordo com cada palavra... Tenho um tumblr que foi bem ativo quando estava "na pior", rsrsrs

Melancolia inspira, mas amar na sua plenitude é beeem melhor :)

Pri disse...

Que lindo!

Concordo com cada palavra... Tenho um tumblr que foi bem ativo quando estava "na pior", rsrsrs

Melancolia inspira, mas amar na sua plenitude é beeem melhor :)

Késia Moura disse...

Lindo.. Você começou com Acontece.. (quanta coincidência), mas era ou é o nome do meu blog.. rsrs

Renata disse...

O amor muda tudo, mas também dói.
Mas ame assim, e ame sempre. :)

Crivilin disse...

As vezez a visita é longa de mais...

Saudades shany!


Crivilin

Anônimo disse...

I just couldn't leave your web site before suggesting that I really loved the standard information a person supply on your visitors? Is gonna be again ceaselessly in order to investigate cross-check new posts

my web site miscrits of volcano island hack using cheat engine