terça-feira, 17 de março de 2009

O velho e o novo.

Sentia o aroma profundo de café, misturado a um perfume masculino não identificado. Não tinha muito tempo, precisava agilizar. Trocou os lençóis como se adiantasse alguma coisa. Tomou notas mentais.

Estava se perdendo, e hoje até chorou. Um misto de dúvidas e desespero, e pensou que podiam vender café com álcool, só para variar. Como se também fosse resolver. Chorou porque viu, chorou porque sentiu novamente. Chorou porque percebeu que já se passaram dois anos, e ela ainda se pergunta o que fazer. Sensação de tempo perdido, de atitudes em vão.

Uma onda crescente de desânimo tomou-lhe conta, e só restou dormir... talvez acordasse melhor. Há sempre uma possibilidade de se reciclar.

23 comentários:

Marcel disse...

Café com álcool? Deusmelivreguarde!

Má. disse...

Ahh Darsh..
esse seu post me trouxe à mente coisas que eu tenho tentado esquecer..
será que é possivel até o tempo conspirar contra um recomeço?
;~

Dormir, sempre adia um pouco mais a dor..

;**

Lari Bernardi disse...

Nossa Darsh... doeu em mim esse post...
Anestesia mental é uma boa estratégia sabee... usar algo pra disfarçar aquilo, também funciona. Mas tudo isso é temporário. Lidar com a dor até superá-la é a unica coisa que resolve de vez...
só que dói, muito...

;*

P.s.: Também amo Adriana Calcanhoto, mas ela num ajuda a superar, não... ela é boa em fazer a gente lembrar da ferida.

disse...

Lidar com a dor até superá-la é a unica coisa que resolve de vez... 2

Brunadovinil disse...

Quando paramos para contar o tempo, é que nos damos conta de como nos deixamos levar, e ao mesmo tempo às vezes nos ferir.


Chorar ajuda a aliviar.
Dormir ajuda a esquecer... um pouco.

Thiara Pagani disse...

Dúvidas e desespero... Sei bem o que é a mstura dos dois ultimamente.

Dormir pra mim é uam espécie de droga

Dahare :* disse...

Ah que legal, meu! *-* Meninadocasacoverdedequasemesmonomequeeu! HSUAHSUAH :D
Gostei, como se fala seu nome? Como se lê? Ou é diferente? HSUHAUS

Gostei do texto! *-*
Sentimental!

Késia Moura disse...

Odeio lembrar, se pudesse daria crtl Z em certas coisas...

Késia Moura disse...

Odeio lembrar, se pudesse daria crtl Z em certas coisas...

RodrigO [PortugA] disse...

Esse sentimento de tempo perdido é um dos piores que já tive. Porem dormir e chorar não me ajudou muito não, tive que encarar e resolver a situação.
Ótimo texto como sempre, parabens!
bjO*

Moni disse...

talvez o tempo não tenha sido perdido. Tudo pode ser um aprendizado! beijos

Bárbara disse...

Consegui entender o sentimento do seu texto. O velho tentando se sobrepor ao novo, mas no fim das contas, ele não consegue.

Gostei do seu blog.

Beijos!

Mandy disse...

Eu li, e parecia que era eu quem tia o escrito do segundo paragrafo para baixo.
e Dormir pra mim é como se fosse uma forma de tentar escapar disso tudo.

beijos ;*

meus instantes e momentos disse...

ótimo texto.Muito bom teu blog, é bom voltar aqui.
Maurizio

talkingaboutmovies disse...

Oi, mudamos o endereço do blog, agora é CINEMATECA6.BLOGSPOT.COM

Espero que goste das mudanças que ainda vamos fazer!
Beijos
Equipe Falando Sobre Filmes e Atores.

Welker disse...

sobre se reciclar... chega um tempo que tudo acaba voltando a ser lixo.

Dani Antunes disse...

Reciclar. Boa. Tá aí! ;)
Gostei.

Maah disse...

dormir: a melhor maneira de escapar de tudo!
beeeijo =**

Anaa Bia ;) disse...

Eu tenho sentido muito essa sensação de tempo perdido, de atitudes em vão. E não há coisa pior que isso, isso me faz chorar e eu quase nunca choro :P

Realmente, dormir é muito bom pra amenizar dores :)
Texto tudo a ver comigo !

Beeijo darsh ;*

Ricardo Aiolfi disse...

triste

a coisa dos dois anos me lembrou eu mesmo rs


há sempre como se reciclar

lutar pelas mudanças é essencial


ótimo texto =]

Rafael Dias disse...

Motivação...
Porém, se motivar sozinho...é dificil...

bia de barros disse...

Tenta vodka com energético: anestesia a dor e desvia os pensamentos das preocupações - não façam isso em casa, crianças. Nem no trânsito, adultos.
*;
ps: se conseguir não pensar nos problemas, me ensine como. ^~

Sam disse...

Tento não pensar neste tipo de coisa. Há muito para esquecer.
(Flashbacks não param de passar na minha cabeça)